Quais são as diferenças entre as CBUQ ?

Os CBUQ são utilizados geralmente para formar duas camadas (camada de ligação e o revestimento asfáltico), sendo que os variados tipos se diferem basicamente pelos diâmetros dos minerais e as quantidades de enchimento e material ligante. A seguir, vamos falar detalhadamente sobre as características de cada um e suas funções.

Existem basicamente dois tipos de pavimentação que podem ser utilizados: os de concreto e os asfálticos. O CBUQ faz parte do segundo grupo e é o revestimento asfáltico mais usado no Brasil. Ideal tanto para as ruas das cidades, quanto para as estradas, ele é composto por agregados minerais, também chamados de britagem, material de enchimento (filler) e ligante betuminoso. O significado da sigla é Concreto Betuminoso Usinado a Quente, e como o nome já sugere, essa mistura precisa ser realizada em uma usina apropriada. Depois que todos os componentes são misturados, o CBUQ é transportado, espalhado e comprimido à quente.

De maneira geral, a pavimentação é formada pelas seguintes camadas:
        Sub-leito: é o terreno natural do local onde será feita a rua ou estrada. Ele pode precisar de um reforço ou de outros materiais para que fique mais rígido.
        Sub-base: é composta por elementos granulares, podendo ou não ter um ligante.
        Base: semelhante à anterior, a base recebe o peso das camadas superiores e distribui para a sub-base.
        Camada de ligação: como o nome sugere, essa camada tem a função de ligar o revestimento asfáltico com a base. Também conhecida como binder, ela é composta por cimento asfáltico e agregados.
        Revestimento asfáltico: essa é a camada do topo, que entra em contato direto com o tráfego, distribuindo a carga com as demais camadas.

Os CBUQ são utilizados geralmente para formar as duas camadas mais acima, sendo que os variados tipos se diferem basicamente pelos diâmetros dos minerais e as quantidades de enchimento e material ligante. A seguir, vamos falar detalhadamente sobre as características de cada um e suas funções.

CBUQ Faixa A (Binder)
Esse tipo de CBUQ é indicado para formar a camada de ligação da pavimentação. Isso se deve pelo fato de ter agregados minerais com maior diâmetro de graduação, maior porcentagem de vazios e menor porcentagem de material de enchimento (filler) e de ligante betumoso. O binder, conforme já foi explicado anteriormente, vai abaixo da capa asfáltica e faz a ligação da primeira camada com as camadas da base.

CBUQ Faixa C
Diferente do modelo anterior, o CBUQ Faixa C é ideal para formar a camada de rolamento. Para isso, é fundamental que o composto seja resistente, flexível e estável. Afinal, além de sofrer os impactos do tráfego diretamente, ainda precisa lidar com a elasticidade da estrutura, impermeabilizar a pista de rolamento e ter uma rugosidade adequada para garantir a segurança dos usuários da pavimentação.

CBUQ SPV 19mm (Binder)
Com curva granulométrica grossa, de 19mm essa opção de revestimento asfáltico superpave é ideal para ser usada na fabricação da camada de ligação ou binder. O método superpave utiliza o amassamento da composição em um equipamento, permitindo que o desempenho da mistura possa ser melhor estimado.

CBUQ SPV 19mm (Capa)
Assim como o modelo anterior, esse CBUQ também possui curva granulométrica de 19mm. Porém, nesse caso, ele é indicado para formar a capa asfáltica da pista de rolamento.

CBUQ SPV 12,5mm
Essa também é uma opção superpave de revestimento asfáltico, mas com curva granulométrica de 12,5mm. Ou seja, esse CBUQ se mantém em uma média, não sendo fino como um de 9,5mm, nem grosso, como uma de 19mm.